Uma nova carreira após a aposentadoria

Postado dia 12/06/12 em Mercado de Trabalho, Notícias, Sem Comentários

Depois de muito trabalhar, eles querem trabalhar ainda mais

Entre curtir a vida e voltar ao mercado de trabalho, os aposentados preferem os dois. Esse público tem conseguido de uma maneira bem planejada alinhar a diversão à atividade profissional.

Nada de chefe, de pressão excessiva e de jornadas exaustivas. O estresse fica de lado para dar lugar a um trabalho prazeroso. A pessoa consegue fazer o que mais gosta sem se preocupar.

E com o aumento da expectativa de vida, muitos aposentados têm se preparado para dar um novo rumo à carreira. Eles participam de cursos de qualificação, de MBA, pós-graduação ou mesmo tentam uma nova faculdade.

foto: Bernardo Coutinho
Cleide Moraes
“Eu vejo a aposentadoria como uma oportunidade para a gente fazer o que sempre sonhou” Cleide Moraes, chef de cozinha e consultora de gastronomia

As tarefas preferidas por aqueles com formação superior são as de assessoria e consultoria. Alguns, mais corajosos, partem para negócios maiores, como abertura de franquia.

Segundo dados do IBGE, a volta dos aposentados ao mercado está num processo ascendente. De 2000 para 2011, subiu 63%, de 3,3 milhões para 5,4 milhões, o número de parcialmente “inativos” que desempenham alguma atividade econômica.

O headhunter Ricardo Nogueira, da empresa Junto Brasil, orienta os aposentados com certa agitação a organizarem essa nova fase da vida.

Nem sempre fazer algo apaixonante significa continuar na mesma área onde se aposentou. Às vezes é importante mudar para trazer um novo estímulo à carreira.

Nogueira diz que é importante ter cuidado. “Se a pessoa juntou recursos durante a vida para dar continuidade a uma nova atividade profissional fica mais fácil começar. No entanto, a pessoa fica muito mais vulnerável a perder  tudo se não fizer um plano de negócios”. Um exemplo que ele dá é de um aposentado que resolve abrir uma franquia, mas não tem experiência nem traquejo para a área escolhida.

Uma opção que tem se tornado tendência no universo dos aposentados é a vida de consultor. A prestação de serviço pode virar um negócio próspero se bem estruturado.

Se não quer gastar dinheiro com aluguel de escritório, o aposentado pode investir na criação de um home office. E para se tornar conhecido, é importante fortalecer a rede de contatos.

Dependendo da área escolhida, uma forma de se tornar um consultor conhecido é por meio de blogs e de redes sociais.

Para quem tem experiência em carreiras, uma boa profissão é de aconselhador ou coach. Mas essa atividade não é para qualquer um. É necessário formação complementar para desempenhar a função.

Aos 73 anos, ela põe a mão na massa

No princípio, a Publicidade parecia ser a maior paixão de Cleides Moraes. Mas quando se aposentou, ela decidiu renovar a sua vida profissional. A nova área escolhida foi a Gastronomia.

E ela se entregou por completo à atividade da culinária. Fez até faculdade de Hotelaria na Europa, diversos cursos de aperfeiçoamento e se tornou especialista em comida de baixa caloria.

Cleide é tão dedicada ao seu trabalho que desenvolve vários projetos: dá consultorias para restaurantes, lanchonetes, supermercados, faz cardápios, estrutura cozinhas e ainda encontra tempo para dar aulas.

“Escuto as pessoas falarem que querem se aposentar e nunca mais passar perto de trabalho. Eu não penso assim. Para mim, a aposentadoria só vai chegar quando eu atingir o meu limite. Acho que vou morrer trabalhando”.

Aos 73 anos, a chef de cozinha afirma que chega a trabalhar 12 horas por dia sem se sentir cansada e estressada. “É maravilhoso, fico muito feliz e agradeço muito a Deus por me dar saúde para eu trabalhar. Eu vejo a aposentadoria como uma oportunidade para a gente fazer o que sempre sonhou”.

Saiba mais

Como retomar a carreira 

Faça uma nova rede de contatos, converse com amigos, procure colegas antigos de trabalho e ex-chefes para mostrar que está novamente no mercado.

Atue como consultor - Para quem não deseja um emprego formal, é indicado o trabalho como consultor na área em que é especializado. Por exemplo, se tem formação em Marketing, o aposentado pode virar um consultor de uma empresa com necessidade de desenvolver a comunicação e a imagem.

Exemplos de consultoria - Consultor de carreiras, consultor de aposentadoria, consultor administrativo, consultor de Marketing, consultor de negócios, consultor de Gastronomia, consultor fiscal, entre outros.

Trabalhos pesados e estressantes - Evite desempenhar atividades que podem colocar a saúde em risco. Também fuja de atividades estressantes. Caso fique doente, é importante lembrar que, mesmo com carteira assinada, o aposentado que continua no mercado não tem direito ao auxílio-doença.

Mikaella Campos
mikaella.campos@redegazeta.com.br

(texto originalmente publicado na Gazeta Online – Globo)

Post a Comment

Your email is never published or shared. Required fields are marked *